GRAz aborda Custos das Demências e Políticas Públicas

Membros do GRAz (Grupo de Referência em Alzheimer) participam do evento 'Despertando a Sociedade para a Saúde do Cérebro', dia 17 no Mês Mundial do Alzheimer, realizado pelo Instituto Supera e Associação Brasileira de Gerontologia, no Teatro Gazeta, em São Paulo.


Ceres Ferretti, enfermeira e autora do primeiro estudo sobre custos no universo do Alzheimer, e também pesquisadora do GNCC contextualizou o público sobre os altos Custos das Demências. Na sequência, por vídeo, o neurologista Dr Paulo Bertolucci - coordenador do NUDEC (Núcleo de Envelhecimento Cerebral da Escola Paulista de Medicina da UNIFESP) falou sobre a importância de um Plano Nacional para Demências, salientando como o sistema de atendimento deve focar mais na qualificação da atenção primária. E o fundador do GNCC (Grupo de Neurologia Cognitiva e do Comportamento) do HC/FMUSP, dr Ricardo Nitrini, também professor titular de Neurologia da Faculdade de Medicina da USP, esclareceu sobre o papel e a importância das políticas públicas, e enfatizou a adoção de medidas preventivas e protetoras para mudar o futuro das demências no país. Lina Menezes, diretora do Tudo sobre Alzheimer/Faz Muito Bem 50+ e ativista sobre Direitos & Alzheimer, moderou a mesa, salientando sobre a importância da participação da sociedade civil em todo o processo, e contextualizou sobre a Lei Alzheimer, aprovada em São Paulo - na qual o GRAz teve papel fundamental junto ao vereador Gilberto Natalini (autor da Lei 17.547/2021) e em fase de implementação. E também informou o público sobre a tramitação do Projeto de Lei Nacional que se encontra na Câmara dos Deputados em Brasília.


Aqui, o link completo do evento: