Diagnóstico

O diagnóstico da Doença de Alzheimer é clínico feito pelo médico. Ou seja, é feito por meio do histórico de sintomas do paciente (anamnese) e pela aplicação de testes que avaliam o humor, a funcionalidade, o comportamento e a cognição (a exemplo de Mini Exame do Estado Mental, Teste do Desenho do Relógio, Teste de Fluência Verbal, entre outros).

 

Importante sabermos que, em geral, na Doença de Alzheimer os sintomas surgem lentamente (meses ou anos) com uma piora progressiva das funções cerebrais.

 

Exames laboratoriais, como de sangue, e de imagem (tomografia ou ressonância magnética do crânio), exame funcional SPECT cerebral, entre outros, podem ser necessários principalmente para exclusão de outras doenças. 

 

Pois a certeza realmente que é Alzheimer só é possível através de um exame microscópico do tecido cerebral do paciente após seu falecimento. 

 

Alerta:

Nem toda perda de memória é causada por Alzheimer. 

Há outras demências como a Vascular, Demência com corpos de Lewy, Demência na Doença de Parkinson e Demência frontotemporal, entre outras. Há também sintomas causados por efeitos colaterais de medicamentos e deficiências de vitaminas. Portanto, o ideal é sempre consultar um médico.

"As informações e sugestões contidas neste site tem caráter meramente informativo. Elas não substituem consulta, aconselhamento e acompanhamento de médicos, psicólogos, nutricionistas, gerontólogos e outros profissionais especialistas.”

© 2019 by Tudo sobre Alzheimer - Faz Muito Bem  |  Termos de Uso e Privacidade